The Chief Justice’s Quixotic Dealings

Later this week, Angola’s Constitutional Court will rule on a challenge brought by opposition parties against the National Electoral Commission, claiming widespread malpractice in the conduct of the national elections held on August 31. As background to the forthcoming judgment, Maka Angola here recalls how the Chief Justice of the Constitutional Court, Rui Ferreira, has conducted his own business affairs. The deal in question involved the purchase of a building that houses an upmarket Luanda nightclub, Dom Quixote. In 2007, Mr. Ferreira purchased the building on behalf of his business partner António Lisboa Santos, with an agreement that Mr. Santos would acquire the building from Ferreira after paying off the debt over a period of four years. Mr. Ferreira is now claiming that Santos pays him around $5 million, almost ten times the building’s purchasing price. Of this sum, US$2.2 million comprises interest charged at 75 percent on the purchase […]

Read more

Dom Rui Ferreira Especulador

Em matéria recente, Maka Angola expôs um negócio realizado pelo presidente do Tribunal Constitucional, Rui Ferreira, na compra do imóvel Dom Quixote, em Luanda, que alberga o clube nocturno com o mesmo nome. O constitucionalista e empresário da noite luandense exige um pagamento de cerca de cinco milhões de dólares por parte do sócio a quem supostamente defraudou. Parte do valor, US $2,2 milhões, reportam-se a juros moratórios cobrados a 75 por cento ao ano sobre o valor de compra do imóvel, avaliado em US $550 mil. Por obras de beneficiação, o réu Rui Ferreira pede uma indemnização de dois milhões de dólares, e mais o valor pago pelo edifício, que equivale a uma residência mediana de três quartos. Rui Ferreira e o seu sócio António Lisboa Santos, na qualidade de sócio-gerente da sociedade comercial Organizações Lisboa Santos (OLS), assinaram a 19 de Fevereiro de 2007 uma declaração irrevogável em […]

Read more

Corpo Clínico Assassino no Ngangula

A gemer de dores, Florinda Domingos contorcia-se no asfalto do parque de estacionamento do Hospital Especializado Materno-Infantil Augusto N’gangula, em Luanda. Aos gritos, um general à paisana exigia do corpo médico atenção à parturiente, que havia sido retirada da sala de espera, pelos guardas, por ordens do pessoal clínico. Familiares seus e de alguns pacientes também se insurgiam, na noite de 9 de Setembro, contra os serviços hospitalares que ignoravam os pedidos de socorro. Flora Rosita explicou ao Maka Angola que a sua cunhada  “foi enxotada da sala de espera pelos guardas, porque as doutoras disseram que só tinha autorização para entrar na sala de espera à meia-noite”. Por sua vez, outra cunhada, Cândida Nimila, explicou que o corpo clínico havia determinado que Florinda Domingos seria assistida apenas à meia-noite, para dar inicio ao parto prematuro, ao sétimo mês de gravidez. Maka Angola espreitou a sala de espera e constatou […]

Read more

Gaydamak, Mossad e o Poder de dos Santos

Desde a ascensão de Angola à independência, em 1975, tem sido prática comum dos serviços de segurança e de propaganda do MPLA apodar certos críticos do regime como agentes da CIA. Às vezes, para variar, o nome da Mossad, os serviços secretos israelitas, também vem à baila. Em alguns casos, inocentes como a antiga estrela angolana de hóquei em patins, Carlos Fragata, chegaram a ser condenados à pena de morte por suposta ligação a serviços de inteligência estrangeiros. No entanto, as revelações feitas recentemente em tribunal londrino sobre o envolvimento de altas figuras da Mossad e do exército israelita em negócios em Angola dão uma imagem diferente do regime do presidente José Eduardo dos Santos. Maka Angola teve acesso às transcrições dos depoimentos em tribunal, dos testemunhos por escrito e de documentação relevante. A disputa entre o traficante de armas Arkady Gaydamak e o negociante de diamantes Lev Leviev sobre […]

Read more

Gaidamak Mandou em Angola­­

Quando se escrever a história de Angola dos últimos 20 anos, uma história de guerra e paz, a corrupção e os poderes extraordinários de figuras estrangeiras junto do presidente José Eduardo dos Santos, na tomada de decisões estratégicas e soberanas, revelar-se-ão instrumentais. Durante a guerra pós-eleitoral, duas figuras estrangeiras tornaram-se sinónimo de poder presidencial em Angola: o russo-israelita Arkady Gaydamak e o franco-brasileiro Pierre Falcone, ambos traficantes de armas. Para breve conhecimento dos leitores, Maka Angola reporta apenas, no presente texto, de que forma o negócio de armas se expandiu para o sector dos diamantes e a família presidencial por via de Isabel dos Santos, uma das principais beneficiárias. As revelações constam de vários documentos submetidos a um tribunal de Londres, onde Arkady Gaydamak apresentou queixa contra o seu ex-companheiro de negócios em Angola, Lev Leviev, e cuja sentença foi proferida a 26 de Junho de 2012. Gaydamak provou em […]

Read more

Mediateca Inacabada e os Fundos Secretos de Dos Santos

Por Lázaro Pinduca: A Mediateca do Lubango, inaugurada a 24 de Agosto passado pelo presidente da República, José Eduardo dos Santos, durante a campanha eleitoral, continua em obras. Orçada em 40 milhões de dólares, a Mediateca do Lubango faz parte do programa de construção da Rede Mediatecas de Angola (REMA), lançado por José Eduardo dos Santos a 11 de Novembro de 2010. A rede prevê a construção de 25 mediatecas em todo o país, como são conhecidas as bibliotecas informatizadas e multimédia. Para o estudante universitário Henriques Mudundu, a inauguração do edifício e o seu encerramento imediato para a conclusão das obras “não tem lógica”. O estudante explica as expectativas geradas no seio da comunidade estudantil sobre o referido espaço de pesquisa, com capacidade para albergar 250 pessoas em simultâneo. Quando abrir, o espaço albergará uma colecção de mais de dez mil livros, incluindo electrónicos, para além de jornais electrónicos, […]

Read more

MPLA: a Campanha do Vale-Tudo

A campanha eleitoral conheceu um novo método de aliciamento de votos a 15 de Agosto, em Saurimo, província da Lunda-Sul. O candidato a deputado do MPLA, Bento Kangamba, convidou centenas de jovens locais, a quem distribuiu directamente, e a cada um, a quantia de 200 a 500 dólares. “Eu recebi 500 dólares das mãos do Bento Kangamba. Ele obrigava as pessoas a vestirem as camisolas do MPLA antes de receberem o dinheiro”, revelou António Queque, de 30 anos, um dos jovens que acorreu, no dia 15, ao Clube 17 de Setembro. “Vesti a camisola do MPLA, recebi o dinheiro, ouvi o que o Bento Kangamba tinha a dizer. No encontro, ele apresentou também um senhor de nome Kopelipa, que veio de Luanda, mas este não falou”, informou António Queque. Por sua vez, João Cauica, de 37 anos, dirigiu-se ao Hotel Kawisso, onde o referido político, acompanhado pelo ministro de Estado […]

Read more

Kopelipa e Vicente Alugam Aviões para Eleições

Por Carlos Duarte: A eleição de 31 do corrente mês é um verdadeiro negócio para a elite política angolana, que está a aproveitar a oportunidade para enriquecer de forma ilícita. É o caso do ministro de Estado e chefe da Casa Militar do presidente da República, general Manuel Hélder Vieira Dias Júnior “Kopelipa”, e dos seus principais parceiros de negócios: o candidato a vice-presidente do MPLA, o ministro de Estado e da Coordenação Económica, Manuel Vicente, e o general Leopoldino do Nascimento, da presidência da República. Sem concurso público ou respeito pela Lei da Probidade, o trio de dirigentes-empresários obteve um contrato para alugar três aviões, pertencentes à sua falida companhia Servis Air, à Comissão Nacional Eleitoral (CNE), para apoio logístico às eleições. Os três aviões, dois Boeing 727 e um B-1900, pertenciam à Sonair, a empresa de transportes aéreos da Sonangol. Os três dirigentes, cotados como os mais próximos […]

Read more

Kopelipa Compra Helicópteros para as Eleições

Por Carlos Duarte: O ministro de Estado e chefe da Casa Militar da Presidência da República de Angola, general Manuel Hélder Vieira Dias Júnior “Kopelipa”, liderou todo o processo de aquisição de meios de transporte aéreo destinados a apoiar as eleições de 31 Agosto. A frota, que chegou à Luanda há dias, é composta por 13 helicópteros do tipo Bell-112 e um Bell 222, de fabrico norte-americano, provenientes da África do Sul  e do Canadá. O francês Pascal DeLussaki foi o principal executor da operação. Foi DeLussaki quem também organizou a venda, à Sonangol,  da maior parte da frota da SONAIR e criou, em parceria com  com “Kopelipa” e Manuel Vicente, a VipAir, luxuosa empresa de aviação que serve as elites políticas angolana e chinesa, bem como altas figuras internacionais. Para as eleições de 2008, o mesmo cidadão gaulês teve missão similar. No entanto, a contratação de pilotos canadianos e […]

Read more

Avião para os Vinhos de Manuel Vicente

O candidato a vice-presidente da República, Manuel Vicente, tem um gosto refinado por vinhos e conhaques caríssimos. Periodicamente, Manuel Vicente envia, a França e a Portugal, um avião executivo (o luxuoso Falcon-900 ou o sofisticado Falcon X-7) como cargueiro para o transporte exclusivo dos seus vinhos e conhaques. Os voos são operados pela VipAir, empresa comparticipada pela Sonangol, e não são permitidos passageiros durante as referidas viagens. Alguns casos recentes demonstram que o actual ministro de Estado para a Coordenação Económica e putativo sucessor de José Eduardo dos Santos na presidência da República e do MPLA vive indiferente à condição da generalidade dos cidadãos angolanos, que nem sequer têm acesso à água potável. Em Paris, a tripulação do Falcon-900, em missão de transporte dos vinhos e conhaques de Manuel Vicente, não teve autorização para transportar outra tripulação da VipAir que se deslocou à capital francesa com o objectivo de entregar […]

Read more
1 43 44 45 46 47 49