Fome e Doença nos Gambos

Por Lázaro Pinduca: A situação de crise alimentar no município dos Gambos, a sul da capital da província da Huíla, está a agudizar-se e uma epidemia de disenteria assola agora a região. O chefe em exercício da Unidade Municipal de Saúde nos Gambos, João Acácio, disse ao Maka Angola que, desde Janeiro, a referida instituição registou 12 casos de desnutrição, resultando em duas vítimas mortais. De acordo com este responsável, poderão existir naquela zona muitos outros casos de desnutrição que permaneçam desconhecidos das autoridades de saúde. Celestino Capenda, agricultor de Chiange, disse ao Maka Angola que o gado está a morrer por falta de capim para comer, e o milho está a secar devido à estiagem prevalecente na região. “Os bois e as pessoas estão a beber a mesma água”, disse. “A situação está demais, nunca vi isto na minha vida”, acrescentou. A região está também a ser assolada por […]

Read more

Professores da Huíla em Marcha de Protesto

Por Lázaro Pinduca: Mais de 700 professores saíram à rua esta manhã, na cidade do Lubango, para exigir melhores condições laborais e o pagamento de dívidas em atraso. A marcha de protesto, que percorreu várias artérias da cidade do Lubango, decorreu sem incidentes. “Houve uma grande pressão de intimidação nas ruas, antes da manifestação. A Polícia de Intervenção Rápida, fortemente armada, passou a patrulhar as ruas onde deveria passar a manifestação e isso intimidou muita gente, mas o número de presentes foi satisfatório”, revelou João Francisco, representante provincial do Sindicato Nacional de Professores (SINPROF). O SINPROF havia já ameaçado realizar uma greve, ao nível da província da Huíla, caso a entidade patronal não saldasse as dívidas que tem para com os docentes até ao final do mês de Janeiro. Os professores vão dar início ao ano lectivo, na próximo segunda-feira, concedendo um prerrogativa de duas semanas ao Ministério da Educação […]

Read more

Deputado do MPLA e General Fantasma

Por Lázaro Pinduca:   Os antigos combatentes da província da Huíla continuam a manifestar o seu descontentamento pela forma como o mais alto comando das Forças Armadas Angolanas (FAA) tem promovido algumas figuras locais, entre empresários e políticos, ao generalato. Uma dessas figuras é o actual deputado e primeiro secretário do MPLA na Huíla, João Marcelino Tyipinge. O referido político está inscrito na Caixa Social das FAA, com a patente de tenente-general, recebendo um subsídio equivalente a cerca de US $3000 mensais. Como deputado, João Marcelino Tyipinge aufere o equivalente a US $15 000 mensais, incluindo subsídios. “Nunca vi o Tyipinge a envergar a farda das Forças Armadas Populares de Libertação de Angola (FAPLA). Eu e ele lutámos pelo exército português e, depois da independência, trabalhámos juntos na alfabetização, na secção de ensino de adultos na escola do partido [MPLA]”, confidenciou um antigo colega seu sob anonimato. O perfil do […]

Read more

Apoiantes do MPLA Atacam em Luanda

Apoiantes da juventude do MPLA (JMPLA) protagonizaram, na madrugada de hoje, 10 de Agosto, actos de violência contra jovens da UNITA (JURA) no Largo da Independência, em Luanda. Segundo o secretário-geral da JURA, Fuca Muzemba, o incidente ocorreu quando os representantes da JMPLA, cerca de 40, começaram a retirar do largo as bandeiras da UNITA. “Nós aparecemos para constatar, mas a reacção da JMPLA foi violenta, atacaram-nos e danificaram duas viaturas nossas”, disse o representante da JURA. Por sua vez, Américo Kessongo relatou a forma como os atacantes envolveram os seus oponentes. “Os jovens do MPLA estavam mascarados, cercaram-nos, ameaçaram-nos que nos matavam ali mesmo, manipularam as armas e pistolas, e começaram a bater-nos com ferros e matracas”, afirmou o militante da UNITA. De acordo com o interlocutor, os indivíduos da UNITA ligaram a outros membros do seu partido a solicitar apoio, e aos defensores do MPLA bastaram assobios para […]

Read more

UNITA e MPLA Dialogam sobre Panfletos

Por Lázaro Pinduca: A secretária provincial da UNITA na Huíla, Amélia Judite, reuniu esta manhã com o segundo secretário provincial do MPLA, Virgílio Tyova, para abordar a colocação de bandeiras e panfletos de ambos os partidos na via pública. Amélia Judite reclamou a cobertura dos panfletos do seu partido com propaganda gráfica do MPLA, bem como a violação da Lei Orgânica sobre as Eleições Gerais, que proíbe a desfiguração, sobreposição ou destruição de material eleitoral afixado em locais legalmente permitidos. Outra questão levantada foi a afixação de bandeiras do MPLA no palácio do governo provincial e a distribuição de material de campanha na maternidade do Lubango e na sede regional do Banco Nacional de Angola, entre outras instituições do Estado. No final do encontro, a secretária da UNITA disse à imprensa que “a reunião foi positiva, o diálogo, salutar e ameno”. Realçou também o reconhecimento do MPLA, durante o encontro, […]

Read more

Militantes do MPLA da UNITA Confrontam-se na Huíla

Por Lázaro Pinduca: As agressões físicas entre simpatizantes do MPLA e da UNITA têm-se multiplicado nos últimos dias, em resultado da campanha para as eleições de 31 de Agosto. Ao fim do dia de segunda-feira, 6 de Agosto, um jovem simpatizante da UNITA, ao passar por bandeiras e cartazes do MPLA afixados na Rua Primeiro de Agosto, no Bairro Comercial do Lubango, província da Huíla, comentou com o seu companheiro de jornada, em voz alta, que “O MPLA não presta, mas sim a UNITA”. Um grupo de sete jovens, identificados como simpatizantes do MPLA, ficou ofendido com o comentário e agrediu os adversários com pontapés e tabefes. Vitória Epako, professora primária e catequista da Missão Católica do Lubango, testemunhou o incidente e disse: “Tudo foi tão repentino. Os da UNITA mal disseram que o MPLA não prestava. Um dos jovens [do MPLA], que estava sentado, pegou num deles [da UNITA], […]

Read more

Kundi Paihama: o Incendiário do Regime

 Por Nelson Sul D’Angola: O ministro dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, general Kundi Paihama, na qualidade de membro do Bureau Político do MPLA, presidiu ontem, 4 de Agosto, na província de Benguela, a um comício eleitoral no Estádio Nacional de Ombaka. Desde as primeiras eleições multipartidárias de 1992, cabe sempre ao general Kundi Paihama a coordenação da campanha eleitoral do MPLA em Benguela, devido sobretudo à sua oratória incendiária. O general Kundi Paihama animou uma audiência de cerca de 30 mil espectadores, usando sempre a linguagem do período de guerra, de um MPLA construtor e de uma UNITA destruidora. No seu discurso, o general fez menção ao incidente ocorrido na passada sexta-feira, que culminou em actos de agressão física de militantes da UNITA contra um responsável de educação do MPLA, numa disputa sobre colocação de bandeiras e panfletos partidários. Por sua vez, durante a intervenção da Polícia Nacional, […]

Read more

Desmobilizados Abortam Manifestação no Lubango

Mais de 500 desmobilizados das ex-Forças Armadas Populares de Libertação de Angola (FAPLA) concentraram-se hoje no Bairro João de Almeida, na cidade do Lubango, província da Huíla, para uma marcha de protesto em reclamação das pensões que lhes são devidas há 20 anos. O Fórum Independente dos Desmobilizados de Guerra de Angola (FIDEGA) é responsável pela iniciativa. Segundo o seu presidente, tenente-coronel Manuel Nunes, o FIDEGA decidiu cancelar a marcha, na hora, após ter transmitido aos seus filiados o conteúdo do encontro que manteve com o Comando da Região Militar Sul, no dia anterior. “No período da tarde de ontem, o tenente-general Tchiloya reuniu com a nossa direcção e garantiu-nos que, em Julho, a Comissão de Pagamentos estará no Lubango, proveniente de Luanda, para processar os pagamentos dos desmobilizados”, disse o tenente-coronel Manuel Nunes. O tenente-general Tchiloya é o segundo comandante do Comando Militar da Região Sul. “Por isso, para […]

Read more

A Mansão de US $10 Milhões de Kundy Paihama

Em Janeiro de 2003, o general Kundi Paihama, então ministro da Defesa, manifestou-se profundamente ofendido com a inclusão do seu nome numa lista de angolanos, publicada pelo Semanário Angolense, que, àquela altura, seriam detentores de pelo menos US $50 milhões. Para “lavar” a honra supostamente conspurcada, o general Kundi Paihama intentou, na altura, uma acção judicial contra o semanário, a quem exigia uma indemnização de US $1 milhão, por “danos morais e materiais”. No entanto, de 2003 à presente data muita coisa mudou. E radicalmente. De lá para cá, o general Kundi Paihama não apenas assumiu a sua condição de multimilionário como deixou de se importar com quem o julgue como tal. E, nalguns casos, permite mesmo que os seus subordinados lhe gabem publicamente os fabulosos recursos financeiros que possui. Por exemplo, recentemente, o seu advogado, Rui Machado, concedeu uma entrevista à revista portuguesa Lux, em que revelava que o […]

Read more
1 2 3