Isabel dos Santos e a Presidência da República em 2022

Uma notícia recente, que passou razoavelmente despercebida, foi a de que Victor Hugo Mendes declarou o seu apoio a Isabel dos Santos caso esta se candidatasse à presidência de Angola.

As mensagens delirantes de Tchizé têm ocupado o espaço mediático ocupado pelos filhos do antigo presidente, mas é em Isabel dos Santos que nos devemos focar, é  ela quem devemos levar a sério, mesmo que a afirmação de Victor Hugo Mendes, em si mesma, não tenha relevo.

A presidência de João Lourenço começou bem. O presidente da República iniciou uma retórica nova e de abertura, traduzida inicialmente em actos concretos. João Lourenço ganhou as suas esporas presidenciais, precisamente, com a exoneração de Isabel dos Santos da Presidência da Sonangol. Desde então, não custa perceber que Isabel se tornou a sua principal inimiga. Só ela tem capacidade financeira, rede de contactos e articulação internacional para fazer frente ao presidente. E é isso mesmo que tem feito, suave e discretamente, mas com efeitos desgastantes.

Por um lado, em Angola, Isabel tem encaixado os vários golpes que Lourenço lhe vai assestando, fazendo passar a mensagem de que é a maior empregadora privada do país – assim, que sentido pode fazer atacá-la, quando ela dá trabalho a tanta gente, quando produz tanto valor? Segundo os seus admiradores, ao atacá-la o governo está a prejudicar o desenvolvimento económico privado angolano. Este argumento tem percolado no país. Temos ouvido vários apoiantes de João Lourenço manifestando-se no sentido de ser necessário poupar Isabel, uma vez que ela é a maior empregadora do país. Com este argumento, Isabel dos Santos vai ganhando um capital de simpatia que não tinha no fim do mandato do pai, em Setembro de 2017.

Ao mesmo tempo, através das suas agências de comunicação e avençados, Isabel criou uma imensa barragem anti-João Lourenço nas redes sociais. Desde os falhanços do presidente nas tacadas de golfe no Mangais até à disseminação de relatórios técnicos críticos da política de Lourenço, tudo encontra o seu caminho nas redes. Ainda relativamente a Angola, aparecem várias consultoras “internacionais” críticas do presidente, que depois de devidamente investigadas têm sempre ligações a alguma empresa do círculo dos colaboradores do antigo presidente José Eduardo dos Santos.

A esta estratégia nacional adiciona-se uma estratégia internacional de Isabel, que assenta essencialmente em aparecer em locais de prestígio a falar em nome do futuro de Angola com pose de estadista. Muito recentemente, tivemo-la no Fórum Económico Internacional de São Petersburgo a ensaiar um discurso patriótico promovendo o investimento em educação para Angola. E o seu marido, Sindika Dokolo, ajuda. Vai criando fama de ser um coleccionador da arte africana de reputação impecável, aproximou-se do novo presidente da República Democrática do Congo, Félix Tshisekedi. Com estes activos, cria uma ideia de pan-africanismo cosmopolita que serve os interesses de Isabel.

Por outro lado, se João Lourenço ganhou as suas esporas com a exoneração de Isabel, caiu do cavalo com o “acordo” realizado com Jean-Claude Bastos de Morais, pelo qual Angola deixou de investigar criminalmente o antigo amigo e sócio de José Filomeno dos Santos, e gestor dos montantes do Fundo Soberano, em troca do acesso aos três biliões que estavam na sua alçada. Ficou assestado um golpe na credibilidade da luta anticorrupção.

Ultimamente, Lourenço tem-se revelado um presidente hesitante, desnorteado, sem domínio dos dossiers jurídicos e económicos, rodeado por uma clique que o engana, não faz descolar a economia. Está rodeado por pessoas que se apegaram às práticas de má governação e a esquemas altamente corruptos da era de José Eduardo dos Santos. O descontentamento começa a grassar. O povo, que se mostrou firme no apoio genuíno a João Lourenço, está outra vez à deriva, à mercê de falsos profetas.

Não invertendo o caminho que tem estado estranhamente a trilhar nos últimos meses, a sua popularidade rapidamente descerá, e as suas palavras deixarão de ter qualquer significado. Estiolará na presidência, não sendo reconduzido.

Não tem de ser assim. João Lourenço começou bem, exultou o país, espalhou confiança. Ultimamente perdeu-se, mas pode reencontrar a sua bússola.

Contudo, se não a reencontrar, está aberto o caminho para que Isabel dos Santos e familiares sejam os seus principais opositores e as vozes mais estridentes do coro de descontentamento. Com a oposição e a sociedade civil em estado dormente, os batuqueiros de José Eduardo dos Santos vão ganhando espaço e criando nostalgia à volta do homem que presidiu à pilhagem do país e afundou Angola. Por conta desse vazio, ao longo do tempo, a estratégia de comunicação de Isabel dos Santos causa a impressão de aumentar a sua fama como gestora e geradora de lugares de trabalho nas redes sociais. Mas, para o povo em geral, permanece a sua imagem de saqueadora. Todavia, com os seus contactos internacionais, tudo isto propiciará um momento que se poderá intensificar e levá-la a contribuir cada vez mais para o fim político da Presidência de Lourenço.

João Lourenço poderá sentir-se tentado a recorrer à repressão para impor a sua autoridade no meio de tanta fome e extraordinária incompetência por parte do seu governo. Este é o buraco que muitos dos seus já inimigos internos esperam que ele próprio cave para acabarem com a sua credibilidade.

Assim, a conclusão é simples, se João Lourenço não fizer o seu trabalho bem feito, não vale a pena pensar num segundo mandato. Quanto a Isabel dos Santos, mesmo que se candidate à presidência, também não passará. Nem o MPLA nem o povo se deixariam enganar pelo seu sorriso.

Talvez esta seja, afinal, a maior oportunidade para o Estado angolano se libertar do cativeiro do MPLA. Para que o Estado deixe de ser do MPLA e o MPLA deixe de ser o Estado. O próximo ano será decisivo para a redefinição das estratégias de governação e para a liderança do país.

Lourenço: acorde e faça história! Seja o homem da mudança. Faz coragem, camarada! o

Comentários

38 comments

  • É triste como o Angolano gosta remediar! Isabel dos Santos? Boa Gestora? De que fundos?

  • Wellington Menelli

    Uma ladra, com muito dinheiro e k roubado, mas uma ladra.
    Just do it.

  • A Isabel dos Santos não pode ser candidata a presidente, não é angolana nata, tem dupla nacionalidade . Leiam a constituicao

    • Não tenho o Sofi ciente para me candidatar como presidente de angola não tivo oportunidades de roubar por isso não vou me candidatar

    • Joao loureço franco amoraa

      isabel dos santos Nao pode se cadidatar apresidençia em 2022 só te qui ser o joão loureço na presidençia e a cabar com a corrupçao no paise joão loureço os jovem e povo estao contigo em 2022 isabel quere distruire angola nao vais consiguir o povo estao aberto. Voço pai roubou e voçes ficarao ricos

  • Celestino Sorte Feliciano

    Esta a sonhar muito alto e sera que esta a ficar louca? Ninguem mais daquela….. Podera governar Angola.

  • Querem construir um país a base de vingança?
    Todos so comentam sem analizar as reais consequencias do tipo de governação aque estamos a conduzir o país. Isabela dos santos é boa empresaria sim mas nao lhe ficaria bem na presidencia, mas com a ganancia que ha no coração do ser humano tudo é possivel. Imaginem uma eventual votoria da Isabela como seria o país perante aqueles que se sente rejeitados agora? Mas com tudo estamos aqui para ver.

  • Madalena Catunga Hilário

    O Meu Voto para As Presidências De Angola, vai Ser Para Ela Isabel Dos Santos, Ou Mesmo Para A Irmã Dela Tchize Dos Santos, Eu Admiro E Estimo Estas Mulheres 💖 💓 ✌️

  • Jamais o quê?
    Porque ela pode fazer outra coisa senão a de querer ser Presidente da República?
    Ela pode ser uma mais valia noutras esferas da vida social e econômica do país.
    Por favor, pensem noitra coisa porquê Angola não é um Reino não senhor.
    A pesar de respeitar as opiniões individuais porquê estamos em democracia.
    Respeitem Angola e os angolanos.

  • O quê?
    Meus senhores respeitem Angola e os angolanos.
    Angola não é um Reino.
    Porquê somente querer ser Presidente da República ela pode fazer outra coisa para bem de todos nós angolanos e de Angola.

  • Que a cidadã Isabel dos Santos ou outra candidata. Ms chega de MPLA

  • Leiam a constituição, Isabel não pode ser a candidata por ter 2 nacionalidades.

  • Bem visto, a muito que é percebi a falta de acutilancia e consistência do actual governo…

  • Angolanos devem aprender a serem rigorosos ! Os angolano são atrapalhados com os dólares q vem dos diamantes das lundas ! no dia em q a lavra for fechada não sei como vai ser a vida do muagoles , vão virar pastores de bois ,! tenho dito !

  • Caros compatriotas,fora do João Lourenço no Mola ninguém poderá vi melhorar o país,no mínimo haja mudanças de partido a aí acredito.

  • Mas porquê é que o povo angolano só estão obcecados ou no mpla ou nos filhos do ex ditador?Já não exixte mas angolanos para com capacidades para governarem este país ou é total fanatismo

  • Tão difícil assim de perceber Oh povo estranho. Mesmo que fosse só Angolana, ela pertence ao MPLA… É vez de escolhermos outros. Nós não gostamos de nós dar oportunidade mesmo. Angolano é mesmo especial… Triste, muito triste. Isabel presidente de Angola??? Ainda somos mesmo menos esclarecidos.

  • O povo angolano é inseguro. Vamos viver para vermos o resultado das próximas eleições.

  • gostei muito sobre Isabel e a presidência da República vamos ver

  • Ninguém quer construir o país a base de vingança como escreveu o camarada Alberto,mais saibas que no decorrer de séculos nehum país do mundo foi construido sem que fosse se levado tribunal aqueles que no passado delápidaram os Cofres do estado.Alias não vamos condenar alguém por prazeres de o condenar,mais vamos condenar o acto maquiavelico praticado pelo este individo.

  • Silva Virgilio Mucanza

    Angola tem que ser consequente na luta contra a corrupção, senão a corrupção atingirá no futuro níveis superiores aos registados no fim do regime eduardista. Não nos deixemos levar pelo argumento pouco fundado da empregabilidade de Isabelita, senão seremos completamente engolidos por essa gente insaciável e demoniaca, que não medem os meios para a apropriação dos nossos recursos.

  • Isabel Presidente o caos voltaria, a roubalheira , nepotismo impunidade, roubo desmesurado, pilhagem da riquezas , ela se tornaria a mais rica do mundo e o país o mais pobre do mundo

  • Isabel dos Santos Presidente ! O roubo desmesurado voltaria, a pilhagem da riquezas do País voltaria, a impunidade, o nepotismo, a bajulação, ela se tornaria a mais rica do Mundo e o País o mais pobre do Mundo, privataria o País em seu nome, estaríamos perdidos , Deus não permita que isto aconteça

  • O que a Isabel dos Santos fez pelo povo , enquanto o pai dela governava , nada, tornou- se a mais rica da África , será que como Presidente faria alguma coisa pelo o Povo, ! quando teve o poder do pai, apenas se enriqueceu tudo o que havia de bom no País era para ela , nunca fez uma única acção social , uma ação de caridade, nunca visitou hospitais, campo de refugiados , escolas, Nunca fez nada a não ser que ela teve lucros, os empregos que ela dá e para ela ter lucro, querer ser Presidente é só para recuperar o que ele perdeu, que tinha sido lhe dado de graça , por puro orgulho, não tem nada a ver com melhorar condições do povo. Jamais Isabel dos Santos Presidente

  • Isabel Presidente o caos voltaria, a roubalheira , nepotismo impunidade, roubo desmesurado, pilhagem da riquezas , ela se tornaria a mais rica do Mundo e o país o mais pobre do Mundo, ela privataria o País em seu nome . Deus não permita que isto aconteça

  • Dizem que a Isabel dos Santos tem dupla nacionalidade por isso não pode se candidatar a presidente da republica. Isso seria factível se Angola fosse num país sério. Em Angola a Constituição não existisse. A Constituição de Angola é o próprio MPLA. Se for preciso, o MPLA passa por cima da suposta Constituição para preservar os seus interesses espúrios. Todos sabem que o JES não é angolano genuíno mas assumiu o poder, instalou um regime ditatorial extremamente corrupto sem sofrer nenhum processo judicial mesmo depois de deixar o poder. E a sua filha Isabel que agora exibe a pose de geradora de empregos e a mais rica de África foi a maior beneficiária dos desvios do dinheiro público promovidos pelo seu pai em 38 anos de poder.

  • Não sei se isso é amnésia retrógrada ou vício da alma em ser usurpado e abusado… Lembrem-se nunca fomos GOVERNADOS, mas sim marionetizados pelo sistema.

  • Isabel dos Santos uma mulher bastante âmbiciosa , erriqueçeu sem custos, as pessoas olham para a riqueza dela e pensam que ela é uma grande gestora, mas a verdade é que ela nunca teve custo, tinha um saco azul à sua disposição era só meter a mão, nunca pagou impostos. como Presidente colocava o preço nos seus produtos como lhe apeteçesse , afastava toda e qualquer concorrência, seria apenas para o seu único e exclusivo benefício, não pensem que o País ficaria melhor com ela , é muito ambiciosa, só pensa nela própria, não tenho memória de lhe ver a fazer ações em benefício do povo com o dinheiro que angariou de borla

  • Silva Virgilio Mucanza

    A herança negativa do pai de Isabelita não lhe daria chances nenhumas, hipótese remota. E mais quantas nacionalidades ela tem?. ..

  • Não julguem as pessoas, avaliem as suas ações!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *