Preso na “Ditadura da Pedra” sem Acusação

Angola é um dos poucos países do mundo onde, ao arrepio da lei, oficiais superiores do exército, particularmente generais no activo, se apresentam abertamente como empresários e fazem negócios privados com o Estado, que supostamente servem, para enriquecimento pessoal. No léxico oficial, a prática de misturar o exercício de funções públicas com a realização de negócios privados tem sido celebrada como o estabelecimento da “burguesia nacional”, “empreendedorismo”, “direito de cidadania” dos dirigentes, “reforço da capacidade empresarial dos angolanos”, etc. Do lado contrário, um autoproclamado brigadeiro, filho de um general na reserva, dá-lhes luta e afirma-se revolucionário e defensor do povo roubado, proclamando: “Faço a minha luta sem violência/ a minha arma de combate são as palavras (…)”. É o polémico rapper Brigadeiro 10 Pacotes. Os generais-empresários, regra geral, gozam tanto de imunidade quanto de impunidade. Com tais exemplos no exército, aos 23 anos, um soldado da Brigada de Tropa Especial […]

Read more

Aparato de Guerra Usado nas Demolições em Cacuaco

Por Alexandre Neto: Sete helicópteros, forças militares, policiais e de segurança, estimadas em mais de 500 efectivos, tomaram parte numa operação de demolições do bairro residencial Mayombe, no município de Cacuaco, em Luanda, a 1 de Fevereiro passado. De acordo com os relatos dos moradores, o dispositivo militar e policial destacado no local de madrugada surpreendeu e causou pânico às populações locais. “Por volta das 5h00 da manhã, os bulldozers começaram o seu trabalho de desalojamento de mais de cinco mil pessoas”, afirmou Mateus Virgílio Mukito, um dos moradores. Por sua vez, Pedro Sebastião, outro desalojado, disse ao Maka Angola que duas crianças morreram no acto. “Elas fugiam dos helicópteros, assustadas, e acabaram por cair numa vala de drenagem.” Esta informação foi corroborada por outros moradores. Segundo o interlocutor, devido ao pânico que se instalou na comunidade, nem sequer foi possível a realização do óbito no local. “Os corpos foram […]

Read more

Manifestantes Libertados, Ameaça de Fuzilamentos

Efectivos da Polícia Nacional detiveram hoje, perto das 14h00, um grupo de dez jovens que tencionava organizar uma vigília diante da presidência da UNITA, na Maianga, em Luanda, para pressionar os partidos políticos da oposição a boicotarem a sua entrada no parlamento. Adolfo Campos, um dos detidos, explicou que, como argumento para a detenção, “a polícia trouxe um documento forjado, com data de 2011, a dizer que o Governo Provincial de Luanda recusou o nosso pedido de vigília e, por isso, tínhamos de ser levados”. Após seis horas na 12.ª Esquadra, no município do Cazenga, a Polícia Nacional libertou os jovens Adolfo António, Adolfo Campos, Belo Morete, Hugo Calumbo, Jang Nómada, Luaty Beirão “Brigadeiro Mata Fracos”, Pedro Sebastião “Explosivo Mental”, Pedrowski Teca, Rosa Mendes e Tukayano Rosalino. “O comandante Eduardo Diogo, da Maianga, comandou a operação. Um dos agentes, que recebia constantemente ordens por telefone, disse-nos que devíamos ser fuzilados”, […]

Read more

Alegações de Fraude Eleitoral e Detenções no Bié

Por António Capalandanda: A UNITA acusa a Comissão Provincial Eleitoral (CPE) no Bié de ter falsificado as actas-síntese nas assembleias de voto e contesta os resultados eleitorais provisórios que apontam para a vitória do MPLA, na província, com 69,79 por cento dos votos. De acordo com o apuramento provisório, a UNITA tem 36,2 por cento dos votos e a CASA-CE, 0,98 por cento. Em declarações ao Maka Angola, o porta-voz da UNITA no Bié, Kanjomba Leite, disse que foram encontradas cinco actas falsas nas assembleias 29 (bairro Helena de Almeida) e 11 (bairro da Boavista), e numa das assembleias na comuna do Kunje, no município do Kuito. Em carta dirigida à CPE do Bié, o secretário provincial da UNITA, Elioty Ekolelo, referiu que actas das assembleias de voto de Liwema, Njimba Silili, Ekovongo, Kamundongo e Tchikala, localizadas no município do Kuito, onde o seu partido teve maior votação, não foram entregues […]

Read more

Greve Abortada na RNA

O colectivo de trabalhadores da Rádio Nacional de Angola (RNA) abortou ontem a greve anunciada para o mesmo dia, 24 de Agosto, para responder a promessas de última hora do ministro da Economia, Abraão Gourgel. “À meia-noite, a comissão sindical recebeu uma proposta formal de negociação do ministro da Economia, Abraão Gourgel, em que comprometia o governo a garantir a segurança social e o seguro dos trabalhadores, através da ENSA (Empresa Nacional de Seguros de Angola)”, explicou o representante do Sindicato dos Jornalistas Angolanos (SJA), Teixeira Cândido. Segundo Teixeira Cândido, na proposta, “o ministério disse que não estava em condições de actualizar os salários a 300 por cento, mas procederia a aumentos graduais anuais correspondentes ao sector da função pública”. Por volta das 7h00, hora marcada para o início da greve, dezenas de trabalhadores concentraram-se na portaria da RNA com dísticos de greve. Dezenas de efectivos da Polícia Nacional fortemente […]

Read more

Prisão de Tchipossa e o Mito Anti-Balas

Por António Capalandanda: Efectivos da Polícia Nacional (PN) à paisana detiveram ontem, no município do Cubal, província de Benguela, um destacado militante da UNITA, António Hekele, de 46 anos, mais conhecido por Tchipossa. Ao amanhecer, dez agentes policiais, comandados pelo chefe da direcção municipal de investigação criminal do Cubal, Vitó, participaram da operação. “Espancaram-me na minha residência, com uma bengala. Não foi porrada de brincadeira, foi mesmo porrada a sério. Primeiro atingiram-me os braços, para eu não ter força e tentar defender-me”, contou o cidadão, após a sua soltura. Tchipossa explicou que os agentes “algemaram-me, meteram as armas entre os bancos do carro, deitaram-me por cima das armas e puseram as botas deles por cima de mim, a pisarem-me. Viajámos assim os 240 quilómetros do Cubal a Benguela”. Ao tentar reclamar sobre o tratamento a que foi submetido, antes do início da viagem, o militante da UNITA disse ter piorado […]

Read more

Julgamentos Sumários em Cacuaco

Um rumor sobre uma suposta distribuição de terrenos, pela administração municipal de Cacuaco, na zona agrícola conhecida como Kilómetro 30, em Luanda, resultou em quase cem detenções e julgamentos sumários, hoje, pelo Tribunal Municipal de Cacuaco. Segundo apurou Maka Angola no local, mais de 40 réus, entre os quais 22 mulheres, foram condenados, individualmente, a três meses com pena suspensa, transformados em multa de 49 000 kwanzas. A notícia da suposta distribuição de terrenos provocou a deslocação de inúmeras pessoas ao local. Mas, sem nenhuma razão aparente, os efectivos da Polícia Nacional presentes no local começaram a prender pessoas de forma aleatória. Roque Augusto, uma das testemunhas, explicou que a sua família se dirigiu ao local e reclamou um terreno, na zona supostamente sob distribuição. Segundo o cidadão, a sua família nem sequer tocou no terreno. “No sábado passado, um grande efectivo da Polícia Nacional apareceu no local, mandou chamar […]

Read more

Apoiantes do MPLA Atacam em Luanda

Apoiantes da juventude do MPLA (JMPLA) protagonizaram, na madrugada de hoje, 10 de Agosto, actos de violência contra jovens da UNITA (JURA) no Largo da Independência, em Luanda. Segundo o secretário-geral da JURA, Fuca Muzemba, o incidente ocorreu quando os representantes da JMPLA, cerca de 40, começaram a retirar do largo as bandeiras da UNITA. “Nós aparecemos para constatar, mas a reacção da JMPLA foi violenta, atacaram-nos e danificaram duas viaturas nossas”, disse o representante da JURA. Por sua vez, Américo Kessongo relatou a forma como os atacantes envolveram os seus oponentes. “Os jovens do MPLA estavam mascarados, cercaram-nos, ameaçaram-nos que nos matavam ali mesmo, manipularam as armas e pistolas, e começaram a bater-nos com ferros e matracas”, afirmou o militante da UNITA. De acordo com o interlocutor, os indivíduos da UNITA ligaram a outros membros do seu partido a solicitar apoio, e aos defensores do MPLA bastaram assobios para […]

Read more

Aumentam Ataques Contra Activistas

O activista Adolfo Campos André, de 32 anos, sofreu ontem um atentado, por volta das 23h00, quando regressava a casa. Dois veículos todo-o-terreno Toyota Land Cruiser bloquearam o seu veículo, um Chevrolet Spark, na estrada da Petrangol, em Luanda. Adolfo André, actualmente desempregado, disse ao Maka Angola que quatro indivíduos não identificados, armados com metralhadoras Ak-47, desceram das viaturas e cercaram-no com as armas apontadas. “Eu desci do carro com as mãos no ar”, disse. De acordo com o seu depoimento, dois dos indivíduos atingiram-no com as pontas das armas no rosto, ao mesmo tempo, tendo-lhe causado ferimentos junto ao olho direito. “Caí no chão, a sangrar, e um dos homens preparou-se para disparar contra mim e o outro disse para não o fazer. Retiraram-se imediatamente e eu gritei por socorro”, contou a vítima. No Hospital do Prenda, para onde se dirigiu acompanhado por um familiar, Adolfo Campos André recebeu […]

Read more

Demolições na Samba na Calada da Noite

Uma composição de mais de 150 fiscais do Governo Provincial de Luanda, apoiados por efectivos da Polícia Nacional fortemente armados, efectuaram, na madrugada de 24 de Maio, a demolição de perto de 80 habitações precárias, mais arrumos de pesca, à beira-mar, na zona da Mabunda, Bairro da Samba, em Luanda. Por volta das 3h00, os agentes batiam às portas dos casebres apenas para permitir a retirada das pessoas e, logo de seguida, demoliam as residências e seus haveres com pás-carregadoras, e imediatamente transportavam os detritos em vários camiões. O pescador Luciano Macala perdeu, nas demolições, oito arcas onde conservava o pescado, material de pesca e afins que se encontravam no seu depósito. O seu caso é paradigmático. A 10 de Abril de 2012, o pescador pagou 25 520 kwanzas (US $250) de impostos, mais o montante de 8 510 kwanzas (US $85) à Capitania do Porto de Luanda, relativo ao […]

Read more
1 6 7 8