Kopelipa Acima da Lei

Por Alfredo Muvuma: Por causa da sua condição de militar no activo, o almirante André Mendes de Carvalho “Miau” quase viu comprometido o seu envolvimento com a Convergência Ampla de Salvação de Angola – Coligação Eleitoral (CASA-CE), por cuja lista concorre como candidato à vice-presidência da República. Nos termos da Constituição angolana, é vedado aos militares no activo o exercício de quaisquer actividades político-partidárias. A constituição estabelece o carácter apartidário das Forças Armadas Angolanas (FAA) e, por consequência, dos militares no activo. Para se habilitar ao exercício pleno da actividade política, o almirante Miau, que até então exercia um alto cargo no Ministério da Defesa, teve de requerer a sua passagem à reforma. Na sua qualidade de comandante-em-chefe das FAA, o presidente José Eduardo dos Santos autorizou o pedido de reforma em vésperas do encerramento, pelo Tribunal Constitucional, do período de entrega das candidaturas às eleições de 31 de Agosto. […]

Read more

Tudo na Mesma em Malanje

Por Alfredo Muvuma: Em Dezembro passado, os repórteres  de serviço da Rádio Nacional de Angola (RNA) e da Televisão Pública de Angola (TPA) quase ficaram afónicos  depois de uma estridente gritaria a louvar mais uma realização do Governo. A gritaria daquele dia deveu-se ao suposto início da asfaltagem da estrada que liga a cidade de Malanje aos municípios de Kiwaba Nzoji e Cahombo, a nordeste da província. De acordo com a propaganda oficial, a colocação do tapete asfáltico, no troço de 107 quilómetros, demoraria exactos oito meses. Isto é, a nova estrada seria inaugurada em Agosto, no mês em que o presidente da República, José Eduardo dos Santos, faz anos, de modo que a nova realização lhe fosse associada como mais uma generosidade sua para com os angolanos. Mas algo deve ter corrido mal.  A poucos dias de Agosto, não há o mais pequeno indício de que aquele troço possa […]

Read more

Kangamba: o Criminoso-Candidato do MPLA

Durante o acto de homenagem e apresentação da candidatura do presidente do MPLA, José Eduardo dos Santos, a 23 de Junho passado, no Estádio 11 de Novembro, poucos perceberam a sombra e o verdadeiro poder de um outro Dos Santos. No palco montado no exterior do estádio, onde desfilavam conceituados cantores angolanos e onde o presidente deveria ter falado às multidões, outro nome adornava o cenário, em dois grandes cartazes junto ao palco: o do controverso empresário Bento Kangamba, de seu nome próprio Bento dos Santos, de 47 anos. Aquele acto foi, afinal, mais um golpe magistral de campanha pessoal do autodenominado empresário da juventude e presidente do Kabuscorp F.C., que concorre ao cargo de deputado nas eleições previstas para o próximo dia 31 de Agosto. O referido candidato é o secretário do comité provincial de Luanda do MPLA para organização e mobilização periférica e rural de Luanda. Como é […]

Read more

O José Eduardo dos Santos do Costume

Por Alfredo Muvuma: Os angolanos com dois dedos de testa já perceberam que o presidente José Eduardo dos Santos é totalmente fascinado pelos holofotes das televisões. Mesmo que raramente fale aos jornalistas – e faz muito bem, já que quando se decide a fazê-lo muito dificilmente consegue fugir do lugar-comum – o presidente angolano fica completamente deslumbrado perante a perspectiva de ver apontados para si holofotes, câmaras e microfones. É por essa razão que não desperdiça todas e quaisquer cerimónias de corte de fitas ou outras que lhe cheirem a ganhos político-eleitorais imediatos. Mais ainda porque em todos esses actos ele tem sempre assegurado o grito estridente de apoiantes de ocasião, arregimentados por falanges como o Movimento Espontâneo e outros, a troco de generosas quantidades de bebidas etílicas. O encantamento pelas luzes da ribalta já criou situações constrangedoras para o próprio José Eduardo dos Santos. Está ainda fresco na memória […]

Read more

A (Im)popularidade e o Sucesso de Dos Santos

O acto político e cultural do MPLA, realizado no passado sábado, 23 de Junho, no Estádio 11 de Novembro, continua a merecer várias leituras políticas causadas, sobretudo, pela propaganda oficial. Em termos mediáticos, a realização do acto visava demonstrar a popularidade do candidato presidencial do MPLA, José Eduardo dos Santos. Desde Março de 2011, a imagem do presidente do MPLA e da República tem sido abalada pelos simbólicos e sucessivos protestos de um punhado de jovens, que têm exigido a sua demissão, após 32 anos no poder. O significado destes protestos assenta na conjuntura internacional, sobretudo da África do Norte, onde três ditadores – Ben Ali, Mubarak e Qaddafi – foram depostos pela força de protestos populares. Inicialmente, o MPLA reagia com contramanifestaçãos, como a de 5 de Março de 2011, em que mobilizou mais de cem mil pessoas, num investimento de muitos milhões de dólares. Esta reacção foi causada […]

Read more

Yola Araújo Mais Popular que Dos Santos

O MPLA lançou ontem, no Estádio 11 de Novembro, a sua campanha para as eleições de 31 de Agosto, sob forma de homenagem ao seu presidente, José Eduardo dos Santos. Alguns dos cantores mais populares, como Yuri da Cunha e Yola Araújo, entre outros, tornaram a festa do MPLA numa actividade bastante agradável e atraente para a juventude, que vibrou sobremaneira. Nos últimos anos, os actos de mobilização do MPLA têm sido definidos pela sua habilidade em juntar cantares, beberetes e uma formidável máquina de coacção para obrigar os funcionários públicos a participar. No entanto, a homenagem ao presidente, para além da fanfarra reportada em directo, pela comunicação social do Estado, com exageros que lembram a imprensa norte-coreana, revelou um dado interessante. Os militantes do MPLA dedicaram mais aplausos a Yola Araújo e outros cantores do que ao presidente da República e do seu partido, o candidato José Eduardo dos […]

Read more

Aumentam Ataques Contra Activistas

O activista Adolfo Campos André, de 32 anos, sofreu ontem um atentado, por volta das 23h00, quando regressava a casa. Dois veículos todo-o-terreno Toyota Land Cruiser bloquearam o seu veículo, um Chevrolet Spark, na estrada da Petrangol, em Luanda. Adolfo André, actualmente desempregado, disse ao Maka Angola que quatro indivíduos não identificados, armados com metralhadoras Ak-47, desceram das viaturas e cercaram-no com as armas apontadas. “Eu desci do carro com as mãos no ar”, disse. De acordo com o seu depoimento, dois dos indivíduos atingiram-no com as pontas das armas no rosto, ao mesmo tempo, tendo-lhe causado ferimentos junto ao olho direito. “Caí no chão, a sangrar, e um dos homens preparou-se para disparar contra mim e o outro disse para não o fazer. Retiraram-se imediatamente e eu gritei por socorro”, contou a vítima. No Hospital do Prenda, para onde se dirigiu acompanhado por um familiar, Adolfo Campos André recebeu […]

Read more

A Casa Militar do Presidente e os Raptos

Passam agora duas semanas desde o rapto de Alves Kamulingue, 30 anos, a 27 de Maio, quando circulava, ao meio-dia, na baixa de Luanda. Kamulingue dirigia-se a uma manifestação que deveria ter juntado antigos membros da Unidade de Guarda Presidencial (UGP) e antigos combatentes, para a reclamação de pensões. A 29 de Maio, o seu companheiro Isaías Cassule, de 34 anos, um dos organizadores da manifestação, também foi raptado, ao anoitecer, no município do Cazenga. Isa Rodrigues, a esposa de Kamulingue, tem recebido chamadas anónimas a dar conta do suposto paradeiro dos desaparecidos algures numa unidade policial na periferia de Luanda. Esses rumores começaram a ser espalhados, entre jornalistas também, para contrapor outros que correm na internet, segundo os quais os raptados terão sido executados. Os números anónimos são, de seguida, desligados, para que as famílias se vejam impossibilitadas de ligar de volta e pedir mais explicações. De certo modo, […]

Read more

Manuel Vicente: A Transparência do Corrupto

Com a marcação das eleições para 31 de Agosto, a recente apresentação do Memorando de Actividades do Executivo, referente ao primeiro trimestre de 2012, ganha nova dimensão. O ministro de Estado e da Coordenação Económica, Manuel Vicente, apresentou o memorando à imprensa, exaltando, de forma pormenorizada, os progressos económicos do governo. Falou da construção de fábricas, escolas e habitação social, de investimentos em infra-estruturas e transportes. O ministro também sublinhou a inauguração de emissores das rádios provinciais e centros regionais de televisão. Qualquer observador menos atento poderia ser levado a pensar que Angola está a viver uma fase de verdadeiro progresso económico e social, segundo a descrição feita pelo ministro. O crescimento económico do país é inegável e deve-se, sobretudo, ao aumento da produção de petróleo e dos preços no mercado internacional. No entanto, o cenário descrito por Manuel Vicente deixa de fora a grande maioria da população angolana, que […]

Read more

O Jogo Eleitoral em Angola

De acordo com a comunicação feita hoje pelo Conselho da República, as eleições em Angola terão lugar a 31 de Agosto deste ano. Durante a última semana, as preparações para o processo eleitoral sofreram vários ziguezagues notáveis. Estes podem assinalar um novo capítulo no processo de democratização do país ou um mecanismo mais complexo de fraude eleitoral. A 15 de Maio, o Ministério da Administração do Território (MAT) entregou formalmente o Ficheiro Central Informático do Registo Eleitoral (FICRE) à Comissão Nacional Eleitoral (CNE). O registo eleitoral contém informação sobre mais de 9.7 milhões de eleitores. De acordo com a lei, a CNE tem a responsabilidade de registar os eleitores, mas o MPLA, há perto de 37 anos no poder, contornou a Constituição e as leis eleitorais, tendo permitido ao MAT a condução do registo eleitoral sem qualquer escrutínio público. Normalment,e o MAT está sob a alçada de um membro do […]

Read more
1 41 42 43 44 45