Petição de Apoio a Rafael Marques de Morais

Representantes de várias organizações nacionais e internacionais entregaram hoje ao Procurador-Geral da República, General João Maria Moreira de Sousa, uma petição de apoio ao jornalista e activista dos direitos humanos Rafael Marques de Morais. A petição expressa preocupação com recentes ações judiciais contra o jornalista, supostamente acusado de difamação e injúria por causa do seu livro Diamantes de Sangue: Tortura e Corrupção em Angola, publicado em Portugal, em 2011. O livro documenta casos de homicídio e tortura contra os habitantes das áreas de extracção diamantífera da região das Lundas. Os queixosos são empresários civis, parceiros de negócios de generais angolanos, que são responsabilizados pelos crimes descritos no livro. Segundo os peticionários, as acusações de difamação e injúria contra o Sr. Marques de Morais são politicamente motivadas e o processo de investigação tem sido caracterizado por várias irregularidades, incluindo a falta de notificação formal do Sr. Marques de Morais das acusações […]

Read more

Os Ovos Podres do Presidente e a Culpa do MPLA

A recente afirmação de Isabel dos Santos, ao Financial Times, segundo a qual despertou para a vida empresarial aos seis anos, como vendedora de ovos, tornou-se já uma lenda popular. Com o trabalho infantil da venda de ovos, Isabel dos Santos procurou justificar a origem da sua fortuna, que a alcandorou à lista dos bilionários e ao título da primeira mulher e a mais jovem bilionária Africana pela Forbes. A revista avaliou o património de Isabel dos Santos em dois biliões de dólares. Em Angola, é conhecimento público que a riqueza de Isabel dos Santos se deve a actos de nepotismo, suborno e corrupção do seu pai, o presidente José Eduardo dos Santos, no poder há 33 anos. O modelo de distribuição dos negócios e da riqueza nacional pela sua família há muitos anos que tem a assinatura formal do próprio presidente. Já lá vão os anos de pudor presidencial! […]

Read more

Dos Santos e Bófias Descontentes

O colectivo de operacionais do Serviço de Inteligência e Segurança de Estado (SINSE) endereçou recentemente uma carta ao presidente José Eduardo dos Santos, a dar conta do elevado grau de desmotivação em que se encontram, por falta de liderança e condições de trabalho. Para o presente ano, o SINSE tem uma dotação orçamental de Kz 66,6 biliões (US$695 milhões). Nos anos anteriores, as verbas também foram bastante generosas. Mas o destino dado a grande parte dessas verbas continua a ser um grande mistério para os operativos. Na correspondência confidencial dirigida ao presidente, os operativos do SINSE solicitam a José Eduardo dos Santos que se desloque aos serviços para uma reunião em que estes explanarão as suas reivindicações e os entraves institucionais à realização do seu trabalho. De forma antecipada, os oficiais do SINSE revelam que o actual chefe da instituição, Sebastião Martins, poucas vezes se apresenta ao serviço e, quando […]

Read more

Diamantes de Sangue: Carta a Dos Santos

O defensor dos direitos humanos Rafael Marques de Morais endereçou, a 15 de Fevereiro passado, uma carta ao presidente da República, José Eduardo dos Santos, denunciando a denegação de justiça por parte da Procuradoria-Geral da República em investigar os casos de assassinatos e tortura nas zonas diamantíferas das Lundas. Nove generais encontram-se entre os denunciados como autores morais de centenas de crimes de tortura e homicídio. Os generais são accionistas da Sociedade Mineira do Cuango e da empresa privada de segurança Teleservice. O general Manuel Hélder Vieira Dias “Kopelipa”, ministro de Estado e chefe da Casa de Segurança do presidente, lidera o grupo de oficiais generais. Do grupo constam o inspector-geral do Estado-Maior General das FAA, Carlos Alberto Hendrick Vaal da Silva; o chefe da Direcção Principal de Preparação de Tropas e Ensino das FAA, Adriano Makevela Mackenzie; o governador de Benguela, Armando da Cruz Neto; o deputado do MPLA […]

Read more

Orçamento para o Presidente, as Forças Armadas e os Espiões

A propaganda governamental tem promovido o orçamento de 2013 como o maior de todos os tempos, sublinhando os montantes que irão ser empregues nos sectores sociais e no combate à pobreza. O Projecto de Lei do Orçamento Geral do Estado (OGE), aprovado na generalidade pela Assembleia Nacional, a 15 de Janeiro, deve tornar-se lei a 14 de Fevereiro. O montante das despesas, para o presente ano, registou um aumento de cerca de 50% em relação a 2012, fixando o total do orçamento no montante recorde de 6,6 triliões de kwanzas (cerca de US$69 biliões). Mais de um terço do orçamento, cerca de 33,5%, é dedicado ao sector social. Este inclui saúde, educação, habitação, ambiente e protecção social. Essa verba é, de facto, a maior de sempre atribuída ao sector social. A apresentação simplista de números, sem os contextualizar, é enganadora. Na sua essência, o Projecto de Lei do OGE legaliza […]

Read more

Nobel da Paz para JES pela… Independência da África do Sul!

Por Alfredo Muvuma: Está a circular nas redes sociais (http://www.facebook.com/groups/352438571491091/) uma petição que pretende reunir apoios para a candidatura do presidente angolano ao Prémio Nobel da Paz de 2013. "É de livre e espontânea vontade que um grupo de cidadãos e cidadãs, angolanos/as e amigos/as de Angola, num livre exercício de cidadania, em prol de uma causa na qual acreditam, defendem a atribuição do Nobel da Paz a José Eduardo dos Santos", diz a petição. Na internet não está clara a origem da petição, mas é de supor que a iniciativa pertença àqueles sectores que prometeram a si mesmos dar dignidade constitucional ao regime de idolatria a José Eduardo dos Santos que já vigora de facto em Angola. É um regime em que a sociedade vive permanentemente ajoelhada tecendo loas ao líder. Não é a primeira vez que fãs de José Eduardo dos Santos se movimentam para a sua distinção […]

Read more

Julgamento de Guardas Presidenciais e Cadeia Multicaixa

O Tribunal Militar Regional de Luanda iniciou hoje, 18 de Setembro, o julgamento de 15 efectivos do Destacamento Central de Protecção e Segurança da Casa Militar da Presidência da República (DCPS). Os soldados são acusados de terem feito uma reivindicação em grupo, exigindo salários justos e melhores condições de trabalho. A 7 de Setembro de 2011, um total de 224 soldados do referido destacamento subscreveu uma petição a reclamar sobre as más condições em que se encontravam as tropas presidenciais. Os soldados endereçaram o abaixo-assinado ao comandante da Unidade de Guarda Presidencial (UGP), tenente-general Alfredo Tyaunda. A DCPS é parte da UGP mas, como missão específica, tem a tarefa de proteger os grandes projectos de reconstrução nacional, as empresas e a mão-de-obra chinesas que os implementam. Os soldados enviaram cópias da correspondência à Polícia Judiciária Militar, à Procuradoria-Militar e ao Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas (FAA). Para além da […]

Read more

Gaydamak, Mossad e o Poder de dos Santos

Desde a ascensão de Angola à independência, em 1975, tem sido prática comum dos serviços de segurança e de propaganda do MPLA apodar certos críticos do regime como agentes da CIA. Às vezes, para variar, o nome da Mossad, os serviços secretos israelitas, também vem à baila. Em alguns casos, inocentes como a antiga estrela angolana de hóquei em patins, Carlos Fragata, chegaram a ser condenados à pena de morte por suposta ligação a serviços de inteligência estrangeiros. No entanto, as revelações feitas recentemente em tribunal londrino sobre o envolvimento de altas figuras da Mossad e do exército israelita em negócios em Angola dão uma imagem diferente do regime do presidente José Eduardo dos Santos. Maka Angola teve acesso às transcrições dos depoimentos em tribunal, dos testemunhos por escrito e de documentação relevante. A disputa entre o traficante de armas Arkady Gaydamak e o negociante de diamantes Lev Leviev sobre […]

Read more

MPLA: a Campanha do Vale-Tudo

A campanha eleitoral conheceu um novo método de aliciamento de votos a 15 de Agosto, em Saurimo, província da Lunda-Sul. O candidato a deputado do MPLA, Bento Kangamba, convidou centenas de jovens locais, a quem distribuiu directamente, e a cada um, a quantia de 200 a 500 dólares. “Eu recebi 500 dólares das mãos do Bento Kangamba. Ele obrigava as pessoas a vestirem as camisolas do MPLA antes de receberem o dinheiro”, revelou António Queque, de 30 anos, um dos jovens que acorreu, no dia 15, ao Clube 17 de Setembro. “Vesti a camisola do MPLA, recebi o dinheiro, ouvi o que o Bento Kangamba tinha a dizer. No encontro, ele apresentou também um senhor de nome Kopelipa, que veio de Luanda, mas este não falou”, informou António Queque. Por sua vez, João Cauica, de 37 anos, dirigiu-se ao Hotel Kawisso, onde o referido político, acompanhado pelo ministro de Estado […]

Read more

Campanha Eleitoral com Detenções e Tiros em Benguela

Por António Capalandanda: A Polícia Nacional deteve, na passada sexta-feira em Benguela, o secretário municipal da UNITA nesta província, Calisto Kavoli, durante uma disputa entre militantes do seu partido e do MPLA sobre a colocação de propaganda gráfica na via pública. Por volta das 14h00, um grupo de mais de 20 membros da Juventude Revolucionária de Angola (JURA), o braço juvenil da UNITA, dirigiu-se à Rotunda da Cruz Vermelha, na cidade de Benguela, e dispôs-se a rasgar panfletos do MPLA no local. Segundo noticiou o diário oficioso Jornal de Angola, o primeiro secretário do MPLA em Benguela, Armando da Cruz Neto, “repudiou a atitude do dirigente e militantes da UNITA”. Num acto público realizado sábado, 4 de Agosto, o dirigente do MPLA e governador de Benguela disse, sobre o acto: “Não posso acreditar que, após dez anos de paz, ainda existam partidos que incutem na mente dos seus militantes ideias […]

Read more
1 40 41 42 43 44 45